Convite de casamento DIY: o que você não deve esquecer?

convite de casamento diy

Convite de casamento DIY: o que você não deve esquecer?

Qualquer projeto DIY precisa de bastante atenção e alguns cuidados para que saia do jeito que você quer. Se for um projeto para o seu casamento, então, precisa de ainda mais cuidados, né? Por isso se você for fazer o seu próprio convite de casamento DIY, saiba o que você não deve esquecer!

Lembre-se sempre que ainda que seja um projeto divertido, os custos e o tempo podem se acumular rapidamente.

Se você decidiu que seu convite de casamento DIY vale o tempo e o esforço, nossa primeira dica é que você comece com bastante antecedência.

Assim você diminui as chances de acidentalmente esquecer alguma informação ou ficar sem tempo para mandar os convites pelo correio.

Vamos lá?

Saiba que nem sempre vai sair mais em conta

Por algum motivo, DIY acabou ficando conhecido como uma maneira de economizar dinheiro. Embora em alguns casos isso até possa acontecer, essa não é uma verdade absoluta.

Materiais de artesanato, como papéis, canetas, tintas, pincéis, etc, podem ter um valor alto, e rapidamente fugir do seu controle.

Por isso coloque tudo na ponta do lápis para avaliar se compensa não apenas o seu dinheiro, mas também o seu tempo.

Se for mais barato, ótimo! Se for mais caro e você ainda assim estiver disposta a fazer um convite de casamento DIY com a sua cara, vai fundo também!

Encontre uma impressora

A decisão de fazer um convite de casamento DIY vem praticamente junto com a necessidade de ter uma impressora! 😂

Você pode encontrar vários modelos online, e vamos ser sinceras que ter uma impressora em casa é muito útil, né?

Mas calma! Ainda é possível fazer o seu projeto DIY se você não tiver uma. Existem muitas gráficas por aí que fazem um ótimo trabalho com a impressão dos seus convites!

Porém tenha em mente que você deve sempre procurar pelo melhor serviço! O barato pode acabar saindo caro, e você não quer isso no seu casamento, né?

Então primeiramente saiba quais são os requisitos para que você envie o seu trabalho.

Muitas impressoras exigem que você tenha sua obra em vetor, então prepare-se de antemão para adquirir os softwares certos para entregar os arquivos nos melhores formatos.

Afinal, é o seu casamento, e você merece o melhor!

Não esqueça das informações importantes!

Às vezes, quando as noivinhas decidem fazer seu próprios convite de casamento DIY, acabam esquecendo informações importantes.

Quando você contrata um caligrafista, ele pode também atuar como um orientador na parte das palavras, etiqueta e informações necessárias. Se ele não será parte do seu processo de DIY, é bom saber quais detalhes você deve incluir no seu convite.

Nome dos pais

Especialmente para os noivos mais tradicionais em que os pais estão pagando pelas despesas do casamento, é muito importante adicionar o nome deles.

Normalmente os nomes são adicionados antes do nome dos noivos, dando a ideia exata de que são eles convidando. Lembre-se de informar caso um ou outro pai ou mãe tenha falecido.

Isso pode ser feito com a frase “in memorian”, ou então “em memória” ou “em homenagem a”. Você pode, é claro, escolher o formato que mais se adapta à sua situação.

Nome dos noivos

Já que os noivos são as estrelas do convite, coloque os seus nomes em destaque e em uma linha separada.

Os sobrenomes podem ser usados ou não, porém tome cuidado para não repetir muito, caso já tenha escrito o nome dos pais com seus sobrenomes.

Data e hora

A data e a hora do seu convite de casamento DIY também são fundamentais! Você não precisa se preocupar em escrever os números por extenso, embora convites mais tradicionais podem ser feitos assim, principalmente a data.

O ano é normalmente omitido, mas pode ser adicionado para dar um valor emocional da lembrança.

Local

Se o seu casamento for ser feito em uma igreja ou em algum lugar muito conhecido, não é necessário adicionar o endereço, mas apenas o nome. Já se o local não é conhecido, escreva o endereço com cuidado, para que ninguém se perca.

RSVP

O RSVP é a sigla de uma expressão francesa “Répondez S’il Vous Plait”, que pode ser traduzida como “Responda, por favor.”

Muito comum para convites, o RSVP pede a confirmação, ou não, da presença do convidado. É muito importante que você peça a confirmação dos seus convidados, para poder calcular com precisão a quantidade de comida e bebida para o evento.

Essa confirmação pode ser feita por e-mail, telefone, ou mesmo pelos correios, embora essa última não seja mais tão comum.

Outros detalhes

Se o seu casamento não terá uma refeição completa, é importante informar os seus convidados. Você pode usar uma frase como “e para um coquetel mais tarde”, ao invés de “e para a recepção.”

Outras informação interessante para o seu convite de casamento DIY é a vestimenta. Se for importante para você definir um nível de formalidade, informe aos seus convidados para que possam já providenciar suas roupas.

Mas lembre-se: nunca adicione a sua lista de presentes no seu convite, pois isso pode pegar mal! Se quiser saber mais, veja nosso artigo ensinando como fazer sua lista de presentes de casamento!

Gostou, noivinha? Espero que essas dicas tenham ajudado você a saber quais informações não pode deixar de fora do seu convite de casamento DIY!

Grande beijo,
Cris Françoise

Nenhum comentário

Adicione um comentário